Colunistas
 
 
 
 
Meditar é preciso, viver não é “preciso” - 18/04/2014
 
A meditação está reconhecida pela Organização Mundial da Saúde como eficaz ferramenta na luta contra o estresse. Lembro que em 1989 um grupo de amigos, reunia-se na minha casa e fazíamos, quase que religiosamente às quartas-feiras a nossa meditação.
Um tempo prazeroso, em que esquecíamos por agradáveis momentos de reflexão e leitura, as agruras do mundo.
Foi tão bom, que ao final do ano lançamos a Campanha “Quadradinhos com Amor”, onde colocamos caixas enormes nas portas dos estabelecimentos comerciais e ao final de dois meses, nos reunimos novamente e passamos dois finais de semana costurando as colchas coloridas para serem doadas. No total, foram 6 colchas coloridas de casal e 8 colchas de solteiro. Dividimo-nos por equipes, e depois disso saímos nos bairros distribuindo pedacinhos coloridos de esperança.
Esse foi, por algum tempo, nosso treinamento, nossa prática. Onde geralmente em uma crença Universal, de que “Todos somos Um”, víamos nas necessidades de nossa comunidade, algo que poderíamos mudar. Nem que fosse, apenas um pouquinho. Tirávamos um tempo para praticar a meditação. Acalmar a mente, o pulsar do corpo, e retomar o foco. E era extremamente útil.
Podemos ver que hoje, se fosse reunir aquele pessoal, precisaria de uma renúncia de algo para escolher um dia para novamente meditarmos. Mas o tempo urge, os compromissos tomaram conta da vida da maioria das pessoas, e o salutar café com mistura que tomávamos depois das reuniões, o popular risoto, também deixa saudades. A simples “reunião” de afetos e sonhos, de amor incondicional.
Deixa saudades àquela hora em que nós, como Don Quixotes, sonhávamos com uma liberdade maior a todas as pessoas, uma melhor condição de vida, um Governo mais justo, nossos filhos criados, saúde, justiça e igualdade para todos. Outros tempos, sem dúvida. Mesmas questões.
Mas enfim, meditávamos. E hoje o que vejo é que estamos em um desmando de vida de uma correria sem fim. Talvez todos precisem retomar o seu foco todos os dias. Talvez precisemos meditar, sim, viver a graça do momento presente. E responder aos eventos que nos desafiam com compaixão.
Meditar e talvez então, possamos nos dar conta uma hora em que estamos atrasados para um compromisso, nervosos, simplesmente nos focar, voltar à nossa respiração e tentar estar ali, naquele momento. Em corpo e mente.
Quando respiramos fundo, acalmando nossa mente, podemos voltar aos poucos no agora, no momento presente que é o que estamos vivendo. Geralmente o que nos deixa ansiosos é o momento que passou, e as coisas que estão por vir no futuro. O essencial para lidarmos com todos os assuntos do cotidiano é manter-se em paz, e respirando tranquilamente. Um dia conseguiremos dominar todas estas situações que escolhemos pra nossa vida, e assim, poderemos nos focar melhor, respirar melhor, alimentar-nos com mais consciência, e cuidar um pouco mais de quem somos, o que estamos fazendo aqui, e para que viemos.
Meditar com certeza, também nos remete ao foco de que somos responsáveis por tudo o que nos cerca, e nossas ações, inteiramente afetam tudo o que está ao nosso redor. Meditar nos auxilia a organizar o Caos interior que nos agride, esse desejo de querer mudar as coisas e não saber por onde. Comecemos por nós, todas as manhãs nos focando sobre nossas responsabilidades, nossas escolhas, restaurando nossa respiração, restaurar nosso tempo, aqui e agora, nossas verdadeiras habilidades de crescimento interior. Administrando nossa respiração, administrando nossa ansiedade, retomaremos o controle daquilo que nos faz bem... Simplesmente reorganizar, com a respiração tranquila a vida, que nos é tão rara.
Pense nisso com carinho!
Um beijo na palma da mão!
 
Outras colunas deste Autor
Acessibilidade - 05/09/2014
O óbvio que negamos - 18/07/2014
A morte lenta da geração mais nova da internet - 04/07/2014
A Mestra com carinho - 06/06/2014
Sem pressa - 23/05/2014
“Da fome das mulheres e da loucura da braba, por Lélia Almeida.” - 16/05/2014
Lagoa Clandestina - 09/05/2014
A alma Imoral - 25/04/2014
Se eu morresse amanhã... - 18/04/2014
Meditar é preciso, viver não é “preciso” - 18/04/2014
“ Da Leveza de todas as coisas...” - 11/04/2014
A Escola Normal Rainha da Paz foi um marco da minha geração - 04/04/2014
Coexistir - 14/03/2014
A gente faz vista grossa - 07/03/2014
As pequenas coisas - 31/01/2014
 
   
publicidade - anuncie
   


Luciano Andrade


Mariluci Melo Ferreira


Jaine Cerioli
Psicopedagoga Clínica

Outros Colunistas (...)
Sub 13 do Lagoa Futsal vence três confrontos
Jogando pela Copa Amunor, na quarta-feira, 15 de novembro, no Adolfo Stella, a categoria de Base Sub 13 do Lagoa Futsal venceu os três confrontos: Lagoa Futsal 3 x 0 Muitos Capões, Lagoa Futsal 15 x (...)
Câmara: Brigada Militar recebe homenagem pelos 180 anos
Poder Legislativo de Lagoa Vermelha, sob a presidência do vereador Ranyeri Bozza, realizou, na terça-feira, 14, sessão solene em homenagem aos 180 anos da Brigada Militar no Estado do Rio Grande do Su (...)
Poder Público e entidades empresariais preparam a Expolagoa 2018
Na tarde de terça-feira, 14, na sede da CICAS, na presença da imprensa, o secretário da Indústria e Comércio, João Paulo Salvador, juntamente com o Sindilojas, Sicom, Cicas e Sindilojas, realizou o la (...)
Ricardo Machado compete em São Paulo
O ciclista da Universidade de Passo Fundo (UPF) Ricardo Machado participará, no próximo sábado, 18 de novembro, do MTB 12 Horas. A ser realizada em São Paulo, a competição de longa duração é considera (...)
Acadêmico da UPF realiza pesquisa sobre os impactos na redução do sódio em alimentos processados
No Brasil, cerca de 25% da população é hipertensa, segundo dados do Ministério da Saúde. A estatística representa 30 milhões de brasileiros convivendo com a doença, que pode gerar danos aos vasos sang (...)
 
  Página Inicial | Contato | Empresa | Lagoa Vermelha

Simples.net Solucões Inteligentes