Colunistas
 
 
 
 
Lagoa Clandestina - 09/05/2014
 
É certo que uma nota sozinha precisa de mais notas para formar um acorde. Muito mais para chegar a uma sinfonia.
Precisa de um tempo e ajustes para a obra estar pronta.
É como uma semente, que sozinha, às vezes, se vingar leva algum tempo para transformar-se em flores e frutos. Leva muito mais tempo com amor e dedicação para transformar-se em um jardim. Depende do jardineiro. Depende do Músico.
Do Maestro. Da “Devoção”. A gota d’água verte da terra, para depois transformar- se em veio d’água, depois de um tempo virar nascente, para depois ser um rio.
Um gesto de comprometimento, de amor, é apenas um gesto, mas com o tempo ele cresce, vira gratidão, solidariedade, momentos felizes... muitos!
Para tudo existe um tempo.
Quando bebericamos um vinho, tinto, branco, rose, encorpado, frutado, não nos damos conta de que tudo isso ali, prontinho, saboroso, engarrafado como o tentador produto final , já foi a “ intenção inicial” do primeiro gesto e ato de plantar, já foi semente, dedicação, espera e cuidados, dia após dia.
Balbucio neste instante a gratidão desse momento de celebrar a vida, em todas as suas direções.
Estendendo o olhar lá fora, verifico a oscilação do termômetro que promete um frio absurdo, mas oscila no veranico de Maio, trazendo várias estações em um mesmo dia. Ah! este tal de mês de Maio.O mês das Mães, Mês da minha cidade Mãe Lagoa Vermelha.
O vinho me retorna ao calor do fogo de chão, das esperas, das Invernias. O Inverno me leva á memória, de que hibernar faz parte do cenário. Mesmo assim, penso lá adiante, da beleza do gesto da natureza, que além de nos ofertar flores e frutos, nos presenteia a retina com suas cores na Primavera.
Lá vem a Otimista de carteirinha!! (podem pensar)... Não estou na bolha mágica não... Apesar de Otimista estou MUITO descontente. Vejo desculpas diariamente na TV e o povo sofrendo. Perspectivas de melhoras? não sei, apenas algumas pessoas tentando justificar o injustificável. Como cidadã tenho pressa. Cobro, envolvo-me a minha maneira, como cidadã tenho pressa, já disse. Como “escriba”, sou pior do que o Implacável mestre tempo. Aquele que tudo cura.
Pago pra ver o que for mentira desaparecer, da face da terra, das terras lejanas, das terras cercanas.
O tempo mostra uma realidade absurda e nós não vemos. Não vemos os longos caminhos serem percorridos, os bons, edificantes, e os maus caminhos. Os viciados caminhos do desgoverno. Temos pão, temos circo. E gente morrendo de fome, e gente sem saúde mendigando auxílio.
E gente que faz, que fez, e que finge fazer. Gente que trabalha em silêncio, gente que faz barulho e não faz nada. Gente que chora e gente que ri...
Gente que está sem emprego, mas grita o gol afogado. Gente que chora, mas compartilha a dor em verde e amarelo. Compartilha a esperança nas almas e no País.
Nem é Primavera agora. É mês de Maio. E bem que poderia haver o ato da poda. do “passar a régua”, fechar a conta , como se diz no popular... mas a Copa nem começou! não poderemos contabilizar os estragos (visíveis).
Respira fundo que é Maio meu irmão, minha irmã... e Maio é tempo de Festa para Lagoa Vermelha. A semente foi plantada a tanto tempo nessa comunidade. Existem as ervas daninha, sim, mas as belas flores nos regalam os olhos explodindo em cores. Mais um ano!
Hoje reafirmo a “Lagoa Clandestina”. Como cidadã tenho pressa, torço, revelo ações pequeninas para transformar o que está ao meu lado... Como cidadã, enfrentei um desafio enorme durante 6 anos a frente da Apae de Lagoa Vermelha. Foi aí que conheci a Lagoa que nem todos veem todos os dias. Fui paciente. Escutei, conheci, e principalmente aprendi com aqueles que não têm voz.
Precisei descer à rua Valêncio Ferreira, para ver como aparamos arestas não só em uma entidade como a Apae.
Como pequenos gestos não são entendidos, como os humildes não são ouvidos... ah!! quanta clandestinidade nos gestos.
Fingimos amar nossa cidade. Fingimos reconhecê-la em sua clandestinidade. São muito poucos os que se inflam de coragem, sim pois a coragem tem a ver com a loucura. Saramago dizia isso. A Lagoa Clandestina dos buracos, das imperfeições, daqueles que melam tudo dizendo - “ Ih não vai dar certo!”. Abriu, mas não dura muito. Ah! é muito caro! Nem vou lá! Essa Lagoa existe, e não podemos fazer vista grossa.
Não podemos fazer vista grossa a todo esse sistema que impera em nosso País, em nosso Estado e em nossa pequena grande Lagoa vermelha.
Ao que é do certo, do correto, ao que trabalha, ao que voluntaria (muito poucos)... damos “palmas”, Sim! muito se construiu nessa cidade, muito se mudou, muitas arestas foram aparadas! Lagoa Vermelha está linda!! Esta velha Senhora está Radiante! mas também está mal cuidada por cada um de nós que pensa: - Eu não tenho nada a ver com isso!
Veja o caminho do vinho. A uva foi plantada. Na Lagoa Clandestina de todos nós temos que deixar o conforto de nossas casas, e sair às ruas para conhecer nossa cidade. A verdadeira Lagoa vermelha. A Lagoa Vermelha dos Bugres ranhentos da Rodoviária, dos buracos que arrebentas suspensão de carros, da violência cotidiana que está nos cercando de cuidados para não sair mais sozinhos á noite, ou nos proteger mais em nossas casas.
Nossa terra está de aniversário. Brindemos a ela. Brindemos, com respeito a essa velha senhora que trás rugas em seu rosto, fraturas pequenas em seus ossos, mas trás na alma a grandeza de um povo que um dia foi conhecido como cidade Princesa do Pinho, Cidade da Amizade. Chega de pequenos Feudos. Brindemos a nossa terra. Vamos sair de nossos jardins particulares e plantar sementes, muitas. Vamos reconhecer o que foi, e é feito de bom. Curar essa cidade clandestina. Esse estado clandestino. Esse País Clandestino.
Vamos deixar a Clandestinidade e nos envolver de verdade para uma mudança. Que possamos requisitar e revisitar planos, apreciar e acreditar em novos tempos. Lembrar um dia, talvez contando histórias aos nosso netos, que um dia fizemos parte de tudo isso, dos planos deste lugar e da Geometria Sagrada da Vida que nos acolhe neste lindo e abençoado lugar chamado e conhecido... como Lagoa Vermelha!
 
Outras colunas deste Autor
Acessibilidade - 05/09/2014
O óbvio que negamos - 18/07/2014
A morte lenta da geração mais nova da internet - 04/07/2014
A Mestra com carinho - 06/06/2014
Sem pressa - 23/05/2014
“Da fome das mulheres e da loucura da braba, por Lélia Almeida.” - 16/05/2014
Lagoa Clandestina - 09/05/2014
A alma Imoral - 25/04/2014
Se eu morresse amanhã... - 18/04/2014
Meditar é preciso, viver não é “preciso” - 18/04/2014
“ Da Leveza de todas as coisas...” - 11/04/2014
A Escola Normal Rainha da Paz foi um marco da minha geração - 04/04/2014
Coexistir - 14/03/2014
A gente faz vista grossa - 07/03/2014
As pequenas coisas - 31/01/2014
 
   
publicidade - anuncie
   


Terezinha do Carmo
Pedagoga


Victor Hugo Muraro Filho
Advogado


Jaine Cerioli
Psicopedagoga Clínica

Outros Colunistas (...)
Ibiraiaras na Assembleia do COREDE NORDESTE
COMUDES de Ibiraiaras, tendo à frente o presidente Sérgio Baldasso, participou quinta-feira, 20, da Assembleia do COREDE NORDESTE realizado na cidade de Sananduva. A Assembleia definiu os projetos en (...)
Grupo AGATI participa de mais um encontro realizado pelo CRAS
Na tarde de terça-feira (18), a equipe do CRAS reuniu-se com o grupo AGATI do bairro Rodrigues. No encontro foi aplicada uma dinâmica relacionada a doenças e, para finalizar, uma mensagem incentivando (...)
Estadual Sub 20: Lagoa Futsal 5 x 3 São José do Inhacorá
A equipe do Sub 20 do Lagoa Futsal, no domingo, 23, a partir das 14 horas, no Ginásio Adolfo Stella, recebeu o São José do Inhacorá. A equipe treinada por Daniel Bonez venceu pelo placar de 5 x 3. Ass (...)
Em Cerro Branco, Lagoa Futsal empata com a ACBF
Após vitória frente ao Parobé, jogando no Adolfo Stella, quando venceu pelo placar de 8 x 2, o Lagoa Futsal voltou a atuar fora de casa, desta vez em Cerro Branco, quando enfrentou a ACBF. O Lagoa Fut (...)
Sub 20 do Lagoa Futsal tem partida decisiva neste domingo, 23
No treino desta semana, o Sub 20 do Lagoa Futsal se prepara para o jogo de domingo, 23, às 14h, em Lagoa Vermelha, no Adolfo Stella, frente São José do Inhacorá. A partida é válida pelo estadual da (...)
 
  Página Inicial | Contato | Empresa | Lagoa Vermelha

Simples.net Solucões Inteligentes