Colunistas
 
 
Cláudio Júnior Damin
Cientista Político
superdamin@terra.com.br
 
 
A façanha de Dilma - 22/04/2016
 
A presidente Dilma Rousseff conseguiu a façanha de receber 367 votos de deputados contra sua continuidade no poder e a favor do impeachment. Isso representa, em termos proporcionais, 71% do total de membros da Câmara dos Deputados. É muita coisa! A cada dez deputados, sete votaram contra a petista.
Trata-se de um altíssimo grau de rejeição do governo da presidente dentro do Parlamento, produto de anos de descaso e de uma relação fria entre Dilma e o Legislativo. A imensa maioria convenceu-se de que a presidente cometeu crimes de responsabilidade, devendo o processo agora seguir para o Senado.
O artigo do jornalista Valdo Cruz, publicado na Folha de São Paulo da última segunda-feira, e que reproduzido abaixo, faz um sucinto panorama do que ocorreu no domingo e, ao mesmo tempo, dos desafios impostos ao vice-presidente Michel Temer. Por volta do dia 10 de maio o senado deverá afastar temporariamente a presidente Dilma de seu cargo, ocorrendo, a partir daí, os trâmites para seu julgamento final em sessão no Senado presidida pelo presidente do Supremo Tribunal Federal.
Se Dilma sair provisoriamente, e este é o cenário mais provável hoje, dificilmente voltará à presidência. Michel Temer, na interinidade da presidência, precisará trabalhar dia e noite para reverter, conforme destaca Valdo Cruz, “um cenário de terra arrasada no país”.

***
Temer e a hora da verdade
Por Valdo Cruz
Dilma colheu o que plantou. O clima na Câmara era de vingança pelos anos de maus tratos. Era possível notar que os deputados, principalmente governistas, não queriam perder a oportunidade de dar o troco na presidente.
Temer também colhe o que semeou nos últimos meses. Desde o final do ano passado sentiu que Dilma poderia cair e atuou para isto. Agora, herdará da petista um cenário de terra arrasada no país.
Petistas apostam no seu fracasso, afinal sabem muito bem o tamanho da crise deixada por Dilma. Não por outro motivo o vice-presidente quer assumir, daqui a vinte dias, como se definitivo fosse, e não interino.
Até lá, o mercado vai celebrar sua vitória. Isto mesmo, a votação de ontem foi como se fosse uma eleição indireta entre Dilma e Temer, vencida pelo peemedebista. O dólar deve cair, a Bolsa vai subir e haverá uma expectativa de melhoras no país.
Daí que Michel Temer sabe que não pode decepcionar e precisa dizer a que veio logo no primeiro dia de governo. Vai entrar com toda equipe nova já montada e também com as principais medidas na área econômica e social preparadas.
Nos cálculos do peemedebista, ele precisa mostrar logo no início de seu governo interino que tem mais condições de governar do que Dilma.
E, com isto, sinalizar que não há nenhum espaço para um retorno da petista depois do julgamento no Senado, algo acalentado por seus aliados diante da fragilidade dos argumentos jurídicos do impeachment.
A ideia é mostrar que Dilma é página virada na política brasileira, usar o capital político da vitória deste domingo para mostrar ao Congresso, mercado, empresariado e até trabalhadores que a vida vai, sim, melhorar sem a presidente petista.
O PT promete tentar atrapalhar os planos de Temer e infernizar sua vida. Só que o país pode estar cansado de tudo e, se sentir que a vida vai melhorar, isolar os petistas e dizer: segue a vida sem Dilma.
 
Outras colunas deste Autor
01/07/2016
Mudança de expectativas - 24/06/2016
O gorila primeiro? - 17/06/2016
Alguém sobrará? - 10/06/2016
Os políticos com medo - 03/06/2016
Irresponsabilidade - 20/05/2016
A última semana - 06/05/2016
A situação é crítica - 29/04/2016
A façanha de Dilma - 22/04/2016
As chances do impeachment - 15/04/2016
Impeachment - 08/04/2016
Eulogia a meu amigo Horley - 01/04/2016
A caça e o caçador - 25/03/2016
Renúncia, já! - 18/03/2016
Caiu o triplex - 11/03/2016
 
   
publicidade - anuncie
   


Oscar Menna Barreto Grau
Médico Veterinário


Henrique Rech Neto
Promotor de Justiça e professor da UPF hrechneto@gmail.com


Juliana Chilanti Tonial
Advogada especialista em Direito Civil. Mestrada em Direito Ambiental - UCS

Outros Colunistas (...)
Capão Bonito do Sul sediou 2º Seminário Regional sobre Pecuária de Corte
Pensando em trazer algo inovador para os pecuaristas do município e região durante a programação da Semana do Município de Capão Bonito do Sul, a secretaria da Agricultura em parceria com a Emater/RS- (...)
Ibiraiaras/Caseiros: Acidente causa uma morte e deixa três feridos
Por volta de 5h30min da madrugada deste sábado, no km 57 da ERS 126, entre os municípios de Caseiros e Ibiraiaras, um acidente de trânsito deixou uma vítima fatal e três pessoas feridas. Segundo o (...)
Em andamento, Copa ABAMF de Integração de Esportes
Em sua 20ª edição, neste sábado, teve início a vigésima edição da Copa ABAMF de Integração de Esportes. Várias modalidades esportivas estão sendo disputadas e algumas premiações já foram entregues n (...)
Ponte sobre o Rio Bernardo José é inaugurada
Depois de 25 anos de espera, a ponte sobre o Rio Bernardo José, no limite entre os municípios de Capão Bonito do Sul e Esmeralda é inaugurada nesta sexta-feira, 20. O ato contou com a presença do pref (...)
Associação Amigos da Casa da Cultura realiza Reunião Ordinária
Na próxima terça-feira, dia 24, a diretoria da Associação Amigos da Casa da Cultura de Lagoa Vermelha, convoca seus membros fundadores, associados e apoiadores para Reunião Ordinária. A reunião tra (...)
 
  Página Inicial | Contato | Empresa | Lagoa Vermelha

Simples.net Solucões Inteligentes