Colunistas
 
 
Leodário Schuster
Empresário
leodario.schuster@terra.com.br
 
 
11/12/2015
 
Safra de trigo
do RS tem queda
de quase 35%
por chuvas
desfavoráveis
A safra de trigo do Rio Grande do Sul em 2015 teve quebra de quase 35 por cento em relação às previsões iniciais da temporada, por efeitos das “péssimas condições enfrentadas pela cultura ao longo de todo seu ciclo”, disse nesta segunda-feira o órgão estadual de extensão rural.
Segundo a Emater/RS, a safra atual ficou em 1,49 milhão de toneladas, ante projeção inicial de 2,27 milhões de toneladas.
Na semana passada, a Emater chegou a divulgar que a quebra de produção havia sido de mais de 50 por cento, mas corrigiu a comparação nesta segunda.
Em relação a 2014, de 1,67 milhão de toneladas, também prejudicada pelo clima, a colheita de 2015 caiu cerca de 11 por cento.
“Durante o ciclo do trigo ocorreram intensas precipitações, mais concentradas no período do plantio e próximas à colheita, comprometendo a formação inicial das lavouras e a qualidade final do produto”, reiterou a Emater nesta segunda-feira.
Os técnicos destacaram também que houve queda de granizo e ventos fortes em áreas menores, com formação de geada tardia, quando a cultura estava em floração e formação do grão, fases suscetíveis a danos pelo frio intenso. Fonte: Reuters

Produção de
etanol foi tema
de seminário
em Passo Fundo
A busca por fontes renováveis de energia, especialmente no setor de combustíveis, abre novos nichos de mercado para a produção de grãos no Rio Grande do Sul, estado que gasta R$ 600 milhões/ano com a compra de etanol de cana de açúcar. O tema foi discutido no seminário “Perspectivas de Produção de Etanol na Região Norte do RS”, que aconteceu no dia 03/12, no Centro de Eventos da Universidade de Passo Fundo.
Apesar de o Brasil ser uma potência na produção de álcool de cana de açúcar, nem todos os estados possuem competitividade com essa espécie, caso do Rio Grande do Sul que gasta anualmente, somente com frete e ICMS, 600 milhões de reais com a compra de etanol de cana de açúcar. Para diminuir perdas de divisas, está em tramitação na Assembleia Legislativa do Estado um projeto visando à produção de etanol com fontes amiláceas (como batata, arroz, sorgo, trigo, triticale, cevada, centeio, milho), que deverá receber incentivo do Governo do Estado, inclusive para pesquisa.
De acordo com o projeto PROETANOL, deverão ser instaladas cinco usinas de etanol amiláceo no Rio Grande do Sul. Cada usina deverá demandar, anualmente, 24.000 hectares (ha) de triticale, 9.000 ha de sorgo, 6.000 ha de arroz ou outro grão, 4.000 ha de batata-doce etanol e 5.000 ha de eucaliptos (lenha). De acordo com o pesquisador da Embrapa Trigo, Alfredo do Nascimento Junior, esta nova utilização das matérias primas deverá exigir esforços adicionais da Embrapa para fornecer tecnologias, principalmente cultivares e sementes (ou tubérculos) para atender a demanda. “Os trabalhos de melhoramento deverão sofrer pequenos ajustes durante a seleção dos genótipos, atentando para a avaliação e seleção daqueles com maior conteúdo de amido nos grãos. Um exemplo é o caso do triticale, já que a produção de etanol será uma nova utilização para os grãos que vai proporcionar alternativa de renda ao produtor rural. Assim, o produtor poderá optar pelo mercado mais favorável no triticale, seja etanol, alimentação animal ou alimentação humana”, avalia o pesquisador.
Para o reitor da Universidade de Passo Fundo, José Carlos Carles de Souza, foi identificada uma possibilidade de protagonismo da região na produção de etanol a partir de vários produtos cultivados regionalmente. Segundo ele, seria uma opção ao produtor rural para produzir a matéria prima, que seria processada em uma usina de etanol. “Estaremos criando a possibilidade de agregar valor ao produto in natura, que pode ser consumido, exportado ou ser transformado em biocombustível”, comenta.
O Seminário Perspectivas de Produção de Etanol na Região Norte do RS foi uma realização da UPF, com o apoio da Embrapa Trigo, Emater e Corede Produção.
Beneficiários do PROETANOL/RS
-130.000 famílias rurais na produção das matérias-primas
-720 novos empregos nas biorefinarias
-3.600 novos postos de trabalho indireto
-12.000 empregos temporários (construção das unidades) Fonte: Embrapa

Para reflexão
“Comece fazendo o necessário, depois o possível e de repente estará fazendo o impossível”,
São Francisco de Assis
 
Outras colunas deste Autor
24/06/2016
10/06/2016
27/05/2016
13/05/2016
29/04/2016
15/04/2016
22/01/2016
08/01/2016
24/12/2015
11/12/2015
27/11/2015
13/11/2015
30/10/2015
16/10/2015
02/10/2015
 
   
publicidade - anuncie
   


Mariluci Melo Ferreira


Laura Helena Pacheco Roman
Professora


Grieco Rodrigo Bossardi
Doutorado em Administração - Professor Universitário - Contador

Outros Colunistas (...)
Vereador Durigon solicita informações sobre o Hospital São Paulo
Em atendimento a solicitação do Vereador Vicente Durigon (PDT), por meio de Requerimento Verbal, um ofício foi encaminhado à Fundação Araucária, solicitando que a Instituição informe o total de valore (...)
Irresponsabilidade da oposição penalizará 15 milhões de trabalhadores, alerta Ana Amélia
A promessa de líderes da oposição de que irão obstruir todas votações em protesto contra o governo penalizará 15 milhões de trabalhadores que ainda não efetuaram o saque das suas contas inativas do FG (...)
Relatório de Gestão do SUS é apresentado em São Jorge
Na última sessão ordinária do Poder Legislativo, realizada no dia 18, na Câmara Municipal de Vereadores de São Jorge, além da pauta do dia, os vereadores e comunidade presente, acompanhou a apresentaç (...)
Projeto de Marcelo Sgarbossa recebe prêmio em Porto Alegre
O vereador Marcelo Sgarbossa recebeu o Prêmio Destaque em Saúde em solenidade realizada nesta quinta-feira (18/5), na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) devido a Lei 12 (...)
Vereador Braulio representa Legislativo na VI Conferência Municipal da Saúde
Nesta sexta-feira (19), o Governo Municipal promoveu no anfiteatro da Casa da Cultura, a VI Conferência Municipal da Saúde. Durante o evento, foram realizadas palestras sobre proteção da criança e ado (...)
 
  Página Inicial | Contato | Empresa | Lagoa Vermelha

Simples.net Solucões Inteligentes