Colunistas
 
 
Carlos R. Dellavalle Filho
Engenheiro Agrônomo
carlos.rdf@uol.com.br
 
 
Reflexões sobre o Agronegócio Brasileiro - 02/10/2015
 
O Brasil tem crescido no comercio internacional do agronegócio, a agricultura brasileira esta entre as mais avançadas no mundo, somos grandes produtores de commodities agrícolas. Somos o maior produtor mundial de café, açúcar e laranja; maior exportador de carne bovina e de aves, segundo maior produtor mundial de soja!
Podemos dizer que o Agro é: Produto Interno Bruto (PIB), é produtividade, é geração de empregos diretos indiretos, é o que muitas vezes deixa positiva a balança comercial deste País, em resumo é a riqueza dessa nação, mas podemos ir além, é um dos únicos setores da economia em expansão neste momento.
O PIB do agronegócio somou R$ 1,225 trilhão. No primeiro semestre deste ano, porém estando 0,15% abaixo em relação ao mesmo período no ano passado segundo levantamento realizado pelo CEPEA (16/09).
Estamos passando por um momento de incertezas políticas e econômicas, um bom exemplo do que reflete tudo isso e chama a atenção é a cotação do Dólar (acima de R$ 4,00), benéfico para as exportações do meio Agro, visto que as receitas são fixadas em dólar (Ex. Soja - bolsa de Chicago), mas ao mesmo tempo eleva significativamente os custos de produção já que a maioria dos insumos utilizados nas lavouras é importada (China, Índia, UE, Argentina…).
Com esse momento de real desvalorizado frente à moeda norte americana, haverá pressão sobre os custos de produção, podendo pressionar a rentabilidade e margens do produtor rural para esta próxima safra 2015/2016.
Se não bastassem esse fator poderíamos citar vários como desafios para o setor: a Taxa básica de juros (SELIC) da economia mantida a patamares elevados, muitas vezes “necessárias” para manter a inflação “dentro” das “metas” pré-estabelecidas entre outros… Já no que se referem à infraestrutura nossos pais perde e muito para outros grandes produtores de commodities, portos abarrotados, estradas não pavimentadas, dificuldades para escoar a produção nacional tudo isso somados a dificuldade de armazenamento em determinadas regiões, falta de políticas para alavancar cadeias produtivas ao exemplo da triticultura, que a anos vem enfrentando dificuldades com trigo proveniente do estrangeiro (MERCOSUL), preços muito baixos pela saca mal cobrindo custos de produção aliado ao alto risco (Geada, Granizo, chuvas em excesso final do ciclo, secas, moléstias...) esses são apenas alguns exemplos.
É desejável que no próximo ano 2016 ocorram melhorias nas variáveis macroeconômicas, mas isso só ocorrerá e terá êxito se houver comprometimento governamental e incentivos para as cadeias produtivas e para o restante dos demais setores deste Pais.
Diante do exposto podemos perceber que mesmo com inúmeros problemas econômicos e gargalos o Brasil se destaca no segmento do Agronegócio visando sempre o aumento da competitividade, além disso, existe bastante demanda por alimentos produzidos no mundo, porém existe incertezas no desempenho do Agro no decorrer do ano.
 
Outras colunas deste Autor
Progresso das culturas nos EUA - 24/06/2016
Culturas de Inverno - 27/05/2016
Segue colheita da safra de grãos - 01/04/2016
Panorama das lavouras de soja na região - 19/02/2016
Chuva melhora condições das lavouras na região - 05/02/2016
Soja e milho apresentam bom desenvolvimento - 24/12/2015
Soja com ótimo desenvolvimento inicial na região - 13/11/2015
Inoculação em soja, uma ferramenta fundamental para maximizar a produtividade - 30/10/2015
Reflexões sobre o Agronegócio Brasileiro - 02/10/2015
Geada afeta lavouras da região - 18/09/2015
04/09/2015
Panorama do desenvolvimento das lavouras de Trigo - 07/08/2015
Chuvas atrasam o plantio do trigo na região - 10/07/2015
Hortitec é vitrine da produção brasileira de HF - 26/06/2015
Plantio de soja em reta final nos EUA - 12/06/2015
 
   
publicidade - anuncie
   


Carlos R. Dellavalle Filho
Engenheiro Agrônomo


Fabiana Rankrape


Cláudio Júnior Damin
Cientista Político

Outros Colunistas (...)
O Esporte é Dez homenageia os melhores de 2017
Numa iniciativa a Associação Lagoense de Esportes - ALE, sob a presidência de Roberto Dalle Molle, foi realizada no CTG Alexandre Pato, no dia 12, mais uma edição do O Esporte e Dez. Dezenas de desp (...)
Nova Mesa Diretora que assumirá em 2018 é eleita
Na última Sessão Ordinária deste ano de 2017, realizada na terça-feira, 12 de dezembro, foi eleita a nova Mesa Diretora do Poder Legislativo. No ano de 2018, o presidente da Câmara Municipal será o ve (...)
Festival de Ginástica Rítmica é realizado na Casa da Cultura
Tendo por local a Casa da Cultura Athos Branco, em Lagoa Vermelha, foi realizada no dia 12 de dezembro, a sexta edição do Festival de Ginástica Rítmica, evento coordenado pela professora Érica Pereir (...)
Selo Sabor Lagoense, tema de reunião entre prefeito e comerciantes
Na última quinta-feira (07), aconteceu na Casa da Cultura Athos Branco um encontro entre a Administração Municipal e os comerciantes de Lagoa Vermelha. Estiveram presentes o prefeito Bonotto e o secre (...)
Fazenda de Vacaria pagará multa de R$ 119 mil por irregularidades trabalhistas na colheita da maçã
A Agroindustrial Perfrutti Ltda., de Vacaria, firmou acordo judicial com o Ministério Público do Trabalho (MPT) em Caxias do Sul, devendo pagar multa de R$ 119.185,61, referentes a irregularidades em (...)
 
  Página Inicial | Contato | Empresa | Lagoa Vermelha

Simples.net Solucões Inteligentes