Colunistas
 
 
Juliana Chilanti Tonial
Advogada especialista em Direito Civil. Mestrada em Direito Ambiental - UCS
julichilanti@yahoo.com.br
 
 
Foi um show de imbecilidades! - 22/04/2016
 
Quem assistiu a votação do processo de impeachment da Presidente Dilma na Câmara dos Deputados, domingo passado, sabe do que estou falando. As manifestações favoráveis e contrárias da maioria dos deputados vieram justificadas e embaladas por um verdadeiro espetáculo de ignorância e bizarrices. Discursos no momento do voto completamente sem noção! Votos favoráveis em virtude de dívidas com Deus, pelos avós, pelos pais, pelo futuro dos filhos e até pelos tios foram relatados pelos nobres parlamentares que representam o povo. Em prol do eleitor, que era o mínimo que podiam falar, muito pouco se ouviu. Algumas fundamentações estapafúrdias, procurando esconder o óbvio, deixaram o povo brasileiro estarrecido e boquiaberto.
Mesmo que eu tenha vibrado a cada SIM as justificativas, que deveriam ser objetivas e não ultrapassar os 10 segundos, vinham ensaiadas e sem nenhum poder de síntese que, somados aos “belos” argumentos, acabava por nos embrulhar o estômago! A boa notícia é que tais manifestações serviram para que possamos analisar melhor e refletir sobre a pessoa dos nossos deputados - muito provavelmente, futuros candidatos. Como eles pensam, como se portam e como agem diante de assuntos de tamanha importância como esse.
Não posso deixar passar em branco a atitude do deputado gaúcho Pompeo de Matos. Por certo o homem pensava que ficando em cima do muro, evitaria desagradar alguém. Muito pelo contrário! Abstendo-se de votar desgostou tanto os que apoiavam o impeachment como os que eram contrários. Deu um verdadeiro tiro no pé!
Outro fato que pode ser notado durante a votação é que, entre a manifestação de um e outro parlamentar, os flashs flagravam o ar irônico de Eduardo Cunha. Aliás, durante estes últimos tempos, pudemos perceber que fortes doses de ironia - tanto em discursos, como nas caras e bocas - lhes eram peculiares.
O fato é que a primeira etapa foi vencida, mas ainda falta. Michel Temer - oportunista assumido - não vai ter hombridade suficiente para renunciar. Tramou e conspirou artificiosamente ao retirar o apoio de seu partido do governo. Primeiro, aceitou ser vice do PT, depois o apunhalou pelas costas. O real motivo não é difícil de acertar: como sempre objetivou chegar ao poder e o PMDB jamais teria os 54 milhões de votos, a melhor opção era aliar-se.
Particularmente, não tenho partido político algum, pouco ou quase nada entendo de política partidária, arrisco dar meus pitacos sobre o assunto que sempre me foi palpitante, mas não precisa ser nenhum expert em política para saber que, pessoas corruptas, são representadas pelas mais diferentes siglas partidárias.
Dito isso, continuemos na torcida para que saiam definitivamente da política partidária brasileira todos os corruptos e criminosos, adjetivos estes fortes mas que, em tese e pelas evidências, já se pode apontar o nome, o sobrenome e o endereço.
 
Outras colunas deste Autor
01/07/2016
Projeto “Pai Presente” vem se consolidando no país - 24/06/2016
Já vai tarde Cunha! - 17/06/2016
Newton Ishii - o Japonês da Federal! - 10/06/2016
Que tal ganhar 20 euros para optar pelo transporte público? - 03/06/2016
Erros acontecem! - 27/05/2016
Jovem de gaúcho ficou 1 ano e 4 meses preso por crime que não cometeu! - 20/05/2016
13/05/2016
Não resta dúvida que somos dominados por aplicativos de celulares! - 06/05/2016
Sobre a frase mais polêmica da semana - 29/04/2016
Foi um show de imbecilidades! - 22/04/2016
Esse nosso país já virou piada! - 15/04/2016
A posse de uma das entidades mais confiáveis do país - OAB - 08/04/2016
01/04/2016
Em questão de horas o Brasil vira de cabeça para baixo! - 25/03/2016
 
   
publicidade - anuncie
   


Cláudio Júnior Damin
Cientista Político


Oscar Menna Barreto Grau
Médico Veterinário


Carlos R. Dellavalle Filho
Engenheiro Agrônomo

Outros Colunistas (...)
O Esporte é Dez homenageia os melhores de 2017
Numa iniciativa a Associação Lagoense de Esportes - ALE, sob a presidência de Roberto Dalle Molle, foi realizada no CTG Alexandre Pato, no dia 12, mais uma edição do O Esporte e Dez. Dezenas de desp (...)
Nova Mesa Diretora que assumirá em 2018 é eleita
Na última Sessão Ordinária deste ano de 2017, realizada na terça-feira, 12 de dezembro, foi eleita a nova Mesa Diretora do Poder Legislativo. No ano de 2018, o presidente da Câmara Municipal será o ve (...)
Festival de Ginástica Rítmica é realizado na Casa da Cultura
Tendo por local a Casa da Cultura Athos Branco, em Lagoa Vermelha, foi realizada no dia 12 de dezembro, a sexta edição do Festival de Ginástica Rítmica, evento coordenado pela professora Érica Pereir (...)
Selo Sabor Lagoense, tema de reunião entre prefeito e comerciantes
Na última quinta-feira (07), aconteceu na Casa da Cultura Athos Branco um encontro entre a Administração Municipal e os comerciantes de Lagoa Vermelha. Estiveram presentes o prefeito Bonotto e o secre (...)
Fazenda de Vacaria pagará multa de R$ 119 mil por irregularidades trabalhistas na colheita da maçã
A Agroindustrial Perfrutti Ltda., de Vacaria, firmou acordo judicial com o Ministério Público do Trabalho (MPT) em Caxias do Sul, devendo pagar multa de R$ 119.185,61, referentes a irregularidades em (...)
 
  Página Inicial | Contato | Empresa | Lagoa Vermelha

Simples.net Solucões Inteligentes