Colunistas
 
 
Grieco Rodrigo Bossardi
Doutorado em Administração - Professor Universitário - Contador
 
 
Banco Central trabalha para metas de inflação em 2017 - 18/12/2015
 
Em virtude da manutenção no Senado da espinha dorsal do discurso da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, no último dia 15/12, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), sobre política fiscal e repetiu que a instituição trabalhará para trazer inflação o mais próximo do centro da meta em 2016.
Comentou ainda que o Banco Central trabalhará para a inflação convergir para centro da meta em 2017. Mais uma vez, reiterou no Senado o discurso que nega situação de "dominância fiscal" no Brasil. Segundo ele, os atrasos no ajuste fiscal postergaram convergência da inflação para 4,5% no horizonte.
Afirmou ainda que o atrasos no ajuste fiscal acabarão adiando também a retomada do crescimento. Repetiu, no entanto, que o Banco Central não limitará as suas ações pelos possíveis impactos fiscais de suas decisões.
Também comentou mais uma vez que o Sistema Financeiro Nacional (SFN) continua "bem capitalizado e líquido" e que segue com a inadimplência controlada.

Ajuste externo, fiscal
e monetário
O presidente do Banco Central afirmou que atrasos na implementação de ajustes poderiam comprometer fundamentos ainda sólidos da economia brasileira.
Conforme Tombini a postergação desses ajustes não traria benefícios à sociedade.
“O ambiente doméstico tem sido impactado por ajustes nas áreas externa, fiscal e monetária. Mas os custos são percebidos pela sociedade antes de seus benefícios, levando a questionamentos desse processo. Essa percepção inicial pode levar a um bloqueio parcial de propostas de ajustes, trazendo incertezas”, comentou, durante a audiência pública na CAE do Senado.
Para Tombini, esse potencial atraso nos ajustes aprofundaria a queda da atividade economica e ampliaria custo e prazo de implementação das medidas. "Clareza e determinação são elementos essenciais para o processo", completou.
Iniciou sua apresentação aos senadores reafirmando que a economia global deve continuar a expandir-se a um ritmo moderado, sendo que as economias avançadas devem mostrar recuperação gradual e as emergentes devem moderar ritmo de crescimento do PIB.
Declarou que o Brasil é afetado pelo inicio do processo e normalização das condições monetárias dos Estados Unidos, que pode ocorrer em breve, o que tem levado ao fortalecimento do dólar.
“Há a expectativa de que ciclo de aumento das taxas de juros americanas seja gradual e cauteloso. É processo complexo”, completou.
Sobre as economias emergentes de maior destaque, Tombini destacou a desaceleração da economia da China. Ele citou a depreciação de moedas desse grupo de países e as condições de financiamento mais rígidas no mercado global.

Setor externo
De acordo com ele, os termos de troca no Brasil tem se deteriorado desde 2011. "Dentro de nossa abordagem do tripé macroeconômico, o câmbio flutuante atuou como primeira linha de defesa da economia", disse.
Tombini destacou como progressos do setor externo o saldo positivo da balança comercial de US$ 13 bilhões até novembro ante déficit verificado em igual período de no 2014. Destacou ainda as quantidades vendidas no exterior, as quais cresceram 10% ao mesmo tempo e as importações caíram 14%.
Esses resultados, de acordo com o presidente, colaboram para que setor externo volte a apresentar contribuição líquida positiva para o crescimento do país depois de 10 anos. Por conta disso, o Banco Central passou a prever um recuo de US$ 40 bilhões em 2015 do déficit da conta corrente.
“Evidências setoriais desse processo já podem ser vistas em alguns segmentos da indústria de transformação”, citou. Ele também disse que a depreciação do câmbio torna economia brasileira mais atrativa para investidor internacional.
O Banco Central projeta Investimento Direto no país de US$ 65 bilhões em 2015, o que, conforme Tombini, demonstra a confiança dos investidores internacionais em nossa economia. O IDP, previu, será suficiente para cobrir déficit em conta corrente em 2015.
“E deve ser ainda mais acentuada a tendência positiva em 2016”.

Venda de aço plano através de distribuidores do Brasil, sofre queda de 24%
As vendas de aço plano por distribuidores do Brasil recuaram 23,9 por cento em novembro frente ao mesmo período de 2014, atingindo 254,7 mil toneladas, de acordo dados do Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço (Inda) compilados pelo Credit Suisse. Na comparação com outubro, houve queda de 8,9 por cento.
Para dezembro, a expectativa é de queda mensal de 20 por cento nas vendas, conforme divulgado pela instituição a analistas do setor na véspera.
“As vendas diárias de 12,7 mil toneladas em novembro comparam-se 13,3 mil toneladas em outubro e representam o menor nível de vendas diárias para um mês de novembro desde 2008, ficando 24 por cento abaixo da média histórica, de 16,7 mil toneladas por dia”, destaca o Credit Suisse relatório.
Ainda conforme a equipe do banco, se for considerada a projeção do Inda de queda de 20 por cento em dezembro em relação a novembro, os números do quarto trimestre devem mostrar queda de 3 por cento nas vendas na comparação trimestral.
“As expectativas ainda estão voltadas para quando (e se) o governo brasileiro vai anunciar medidas protecionistas através da implementação de tarifas de importação mais elevadas”, notaram os analistas do Credit Suisse.
“Uma vez que as incertezas seguem, mantemos nossa visão de que tributos mais elevados teriam um impacto limitado em trazer alívio para o setor sem melhora nas condições do mercado (demanda) ou nova queda nos preços internacionais do aço”, diz o Credit Suisse, ponderando que está restrito em CSN e Usiminas.

*****
“Um ladrão rouba um tesouro, mas não furta a inteligência. Uma crise destrói uma herança, mas não uma profissão. Não importa se você não tem dinheiro, você é uma pessoa rica, pois possui o maior de todos os capitais: a sua inteligência. Invista nela. Estude!”
Augusto Cury

Desejo a todos os Lagoenses, Boas Festas, um Natal com muita Paz, Alegria e Felicidades e que 2016 seja um ano de renovo em todos os aspectos !!!
 
Outras colunas deste Autor
01/07/2016
Tempo e vida: algumas indagações - 17/06/2016
Desemprego sobe no brasil - 03/06/2016
Banco Central acompanha nove bancos do SFN - 20/05/2016
As crises econômicas que mudaram o rumo da economia mundial - 06/05/2016
Alavanca para a retomada da economia será a infraestrutura - 22/04/2016
Projeções e cenário industrial - 08/04/2016
A sobra de energia no país e suas conquências - 25/03/2016
Sem pudor, sem poder, sem rumo, sem prumo - 11/03/2016
Armínio Fraga se manifesta sobre o atual momento Econômico do País - 26/02/2016
Descanso em finais de Semana - 12/02/2016
Com a atual conjuntura econômica, mais de 3,5 milhões de brasileiros caem da Classe C - 15/01/2016
Confiança da indústria aumenta em dezembro - 01/01/2016
Banco Central trabalha para metas de inflação em 2017 - 18/12/2015
Vale do Rio Doce receberá investimento em 2016 - 04/12/2015
 
   
publicidade - anuncie
   


Ademar Fagundes
Jornalista e Radialista


Frei Marcelo de Carvalho


Fabiana Rankrape

Outros Colunistas (...)
Secretaria da Agricultura abre inscrições para construção de silos
A Secretaria Municipal da Agricultura e Meio Ambiente de Lagoa Vermelha abre o período de inscrições para a construção de silos do tipo trincheiras ou limpeza dos já existentes. As inscrições irão até (...)
Sub 13 do Lagoa Futsal vence três confrontos
Jogando pela Copa Amunor, na quarta-feira, 15 de novembro, no Adolfo Stella, a categoria de Base Sub 13 do Lagoa Futsal venceu os três confrontos: Lagoa Futsal 3 x 0 Muitos Capões, Lagoa Futsal 15 x (...)
Câmara: Brigada Militar recebe homenagem pelos 180 anos
Poder Legislativo de Lagoa Vermelha, sob a presidência do vereador Ranyeri Bozza, realizou, na terça-feira, 14, sessão solene em homenagem aos 180 anos da Brigada Militar no Estado do Rio Grande do Su (...)
Poder Público e entidades empresariais preparam a Expolagoa 2018
Na tarde de terça-feira, 14, na sede da CICAS, na presença da imprensa, o secretário da Indústria e Comércio, João Paulo Salvador, juntamente com o Sindilojas, Sicom, Cicas e Sindilojas, realizou o la (...)
Ricardo Machado compete em São Paulo
O ciclista da Universidade de Passo Fundo (UPF) Ricardo Machado participará, no próximo sábado, 18 de novembro, do MTB 12 Horas. A ser realizada em São Paulo, a competição de longa duração é considera (...)
 
  Página Inicial | Contato | Empresa | Lagoa Vermelha

Simples.net Solucões Inteligentes