Colunistas
 
 
Fabiana Rankrape
Folha Rural
Folha Rural
 
 
Controle das cigarrinhas-das-pastagens - 02/10/2015
 
A produção animal à pasto exige pastagens de boa qualidade nutricional, para suprir a demanda de produção. No entanto existem insetos sugadores de seiva na planta que são as cigarrinhas e causam enormes perdas no valor nutricional da pastagem. Sendo que os adultos vivem nas folhas e as ninfas (jovens) vivem entre o colmo e a inserção das raízes, protegidas por uma espuma branca. Ao sugar a seiva da planta, as cigarrinhas injetam toxinas que levam ao amarelecimento das pontas das folhas e em seguida seca. Os prejuízos giram em torno de 20% com redução da produção de biomassa e consequentemente, da capacidade de suporte das pastagens. O ambiente úmido é propicio para as cigarrinhas, onde uma infestação de 20 insetos por metro quadrado pode reduzir em até 50% a capacidade de suporte da forrageira.
Uma das alternativas para minimizar tais efeitos é o uso de cultivares de forrageiras que são resistentes às cigarrinhas, sendo estas a mombaça, tanzânia, andropógon entre outras. Através da diversificação de pastagens, consorciação com leguminosas, manejo do resíduo pós-pastejo que proporcione um microclima desfavorável ao desenvolvimento das cigarrinhas. Uma forma de controle biológico é o uso de agentes de controle microbiano, entre eles o fungo Metarhizium anisopliae, o qual não contamina os animais. Porém, sua ação é lenta ao comparar com inseticidas, a morte ocorre num período superior a 48 horas.
Alguns cuidados devem ser considerados como: utilização da dosagem recomendada, condições climáticas de armazenamento, transporte e aplicação do produto. Visto que, pode resultar em desempenho indesejado, caso as recomendações não sejam seguidas. Além do controle biológico, pastagens resistentes, controle cultural através do manejo da altura da pastagem, contamos também com o controle químico.
Dessa forma, a eliminação total das cigarrinhas-das-pastagens não é possível, entretanto podemos reduzir os prejuízos, adotando métodos simples, como manejo correto, práticas conservacionistas, correções e adubações do solo e manutenção do equilíbrio biológico.
 
Outras colunas deste Autor
Sistema de confinamento Compost Barn - 24/06/2016
Criação e produção de ovinos - 29/04/2016
O consumo de carne suína - 15/04/2016
Qualidade do leite - 01/04/2016
Qual o efeito do estresse térmico no desempenho de bovinos? - 19/02/2016
Produção animal em pastagem nativa - 05/02/2016
Como evitar perdas no processo de ensilagem? - 24/12/2015
Planejamento das atividades Agropecuárias - 27/11/2015
Rio Grande do Sul votará lei para impedir fraudes com o leite - 13/11/2015
A importância da qualidade da água na Produção Animal - 16/10/2015
Controle das cigarrinhas-das-pastagens - 02/10/2015
Mormo e o desfile da Semana Farroupilha - 04/09/2015
Nutrição animal - 21/08/2015
Interação genótipo-ambiente - 07/08/2015
Bem-estar animal, por que se preocupar? - 24/07/2015
 
   
publicidade - anuncie
   


Leodário Schuster
Empresário


Cláudio Júnior Damin
Cientista Político


Ademar Fagundes
Jornalista e Radialista

Outros Colunistas (...)
Justiça Federal determina multa de R$ 1.000,00 por hora para quem bloquear rodovias federais gaúchas

Na manhã desta quinta (24), a Justiça Federal -  TRF-4 concedeu liminar em favor da União visando garantir o direito de livre circulação.

Demandada (...)

Presidente do Legislativo participa da organização de evento que busca oportunidades de emprego aos lagoenses

O presidente do Legislativo, Braulio Guedes (PTB), participou nesta quarta-feira (23), de uma reunião a fim de organizar o Empregar RS. O evento acontecerá no dia 15 de junho, das 9h (...)

Mesa Diretora busca a instalação de abrigo para a Rodoviária

Na sessão ordinária desta segunda-feira (21), o presidente Braulio Guedes (PTB), representando a Mesa Diretora do Legislativo, formalizou pedido de providência ao Executivo Muni (...)

Ruth fiscaliza andamento das Obras

 Na manhã de terça-feira(22), a vereadora do Progressista, Ruth Bussolotto acompanhou o andamento do trabalho da Secretaria de Obras e Viação. Junto com o secret&aa (...)

Mais pinheiros, mais pinhas, mais pinhão: a produção sustentável da araucária

O que resta é cerca de 3% das araucárias que habitavam o Brasil entre 1800 e 1900, quando começou o ciclo da madeira e iniciou a exploração dessa árvore, a (...)

 
  Página Inicial | Contato | Empresa | Lagoa Vermelha

Simples.net Solucões Inteligentes