Colunistas
 
 
Mariluci Melo Ferreira
 
 
As fronteiras do Brasil e o legado de Rio Branco - 25/03/2016
 
O dia 21 de março de 1903 foi decisivo para a definição das fronteiras entre o Brasil, o Peru e a Bolívia. Naquela data o então presidente boliviano, General Pando concordou com a ocupação e a administração brasileira na região do atual estado do Acre, até a conclusão dos termos do acordo diplomático que culminaria com o Tratado de Petrópolis, assinado em dezembro daquele ano. Esse acordo foi apenas mais que resultou de incansáveis estudos e dedicação do Barão do Rio Branco, como Ministro das Relações Exteriores.
José Maria da Silva Paranhos Júnior, mais conhecido como Barão do Rio Branco nasceu em 1845. Foi diplomata, advogado, geógrafo e historiador brasileiro. Bacharel em Direito pela Faculdade do Recife, promotor público, deputado federal, Consul Geral do Brasil em Liverpool em 1876 e Ministro das Relações Exteriores. Foi incansável nas definições fronteiriças entre o Amapá e a Guiana Francesa, entre Santa Catarina e Paraná contra a Argentina e entre o Acre e a Bolívia.
Além dos feitos políticos, o Barão do Rio Branco ocupou a 34ª cadeira da Academia Brasileira de Letras. Era Ministro do Brasil em Berlim quando foi convidado pelo Presidente Rodrigues Alves para dirigir a Pasta das Relações Exteriores. Pela sua competência e dedicação permaneceu nesta função durante o mandato de 4 presidentes.
Grande figura nacional, Barão do Rio Branco era um homem solitário, passava noites em claro trabalhando a serviço do Brasil, em escrivaninhas repletas de papeis que ninguém tinha autorização para arrumar. Coordenando negociações de tratados que garantiram ao Brasil territórios como o Acre, o barão era um personagem conservador e surpreendente para a sua época. Em sua homenagem, a capital daquele estado recebeu o nome de Rio Branco.
Segundo o “Dossiê Fronteiras do Brasil”, da Revista Nossa História (2005), Barão do Rio Branco “deu à República algumas de suas mais expressivas vitórias diplomáticas. Fidalgo que figurava na sociedade como solteirão (...) na verdade era casado com uma atriz belga, contra a vontade do pai, teve uma vida familiar oculta (com ela teve cinco filhos)”. Barão do Rio Branco trabalhando para o país e não para os governantes, traçou diretrizes que, pela sua eficácia, se eternizaram na política externa nacional.
 
Outras colunas deste Autor
01/07/2016
Tradições indígenas e europeias na origem das festas juninas - 24/06/2016
Grande oriente do brasil - 194 anos de história - 17/06/2016
Contestado: Caboclos em guerra - Parte III - 10/06/2016
Contestado: Caboclos em guerra - Parte II - 03/06/2016
Contestado: Caboclos em guerra - 27/05/2016
Um quarto de século... - 20/05/2016
Impeachment na história - 13/05/2016
Enfim, a emancipação de Lagoa Vermelha - 06/05/2016
Dia do trabalho na história do Brasil - 29/04/2016
Tiradentes: de líder rebelde à Patrono da Nação - 22/04/2016
Liberdade ainda que tardia - 15/04/2016
“Vem chuva?” História da meteorologia no Brasil - 08/04/2016
Quando uma campanha de vacinação virou caso de polícia - 01/04/2016
As fronteiras do Brasil e o legado de Rio Branco - 25/03/2016
 
   
publicidade - anuncie
   


Carlos R. Dellavalle Filho
Engenheiro Agrônomo


Juliana Chilanti Tonial
Advogada especialista em Direito Civil. Mestrada em Direito Ambiental - UCS


Joel Anzolin Muliterno
Advogado

Outros Colunistas (...)
Ibiraiaras na Assembleia do COREDE NORDESTE
COMUDES de Ibiraiaras, tendo à frente o presidente Sérgio Baldasso, participou quinta-feira, 20, da Assembleia do COREDE NORDESTE realizado na cidade de Sananduva. A Assembleia definiu os projetos en (...)
Grupo AGATI participa de mais um encontro realizado pelo CRAS
Na tarde de terça-feira (18), a equipe do CRAS reuniu-se com o grupo AGATI do bairro Rodrigues. No encontro foi aplicada uma dinâmica relacionada a doenças e, para finalizar, uma mensagem incentivando (...)
Estadual Sub 20: Lagoa Futsal 5 x 3 São José do Inhacorá
A equipe do Sub 20 do Lagoa Futsal, no domingo, 23, a partir das 14 horas, no Ginásio Adolfo Stella, recebeu o São José do Inhacorá. A equipe treinada por Daniel Bonez venceu pelo placar de 5 x 3. Ass (...)
Em Cerro Branco, Lagoa Futsal empata com a ACBF
Após vitória frente ao Parobé, jogando no Adolfo Stella, quando venceu pelo placar de 8 x 2, o Lagoa Futsal voltou a atuar fora de casa, desta vez em Cerro Branco, quando enfrentou a ACBF. O Lagoa Fut (...)
Sub 20 do Lagoa Futsal tem partida decisiva neste domingo, 23
No treino desta semana, o Sub 20 do Lagoa Futsal se prepara para o jogo de domingo, 23, às 14h, em Lagoa Vermelha, no Adolfo Stella, frente São José do Inhacorá. A partida é válida pelo estadual da (...)
 
  Página Inicial | Contato | Empresa | Lagoa Vermelha

Simples.net Solucões Inteligentes