Colunistas
 
 
Mariluci Melo Ferreira
 
 
“Vem chuva?” História da meteorologia no Brasil - 08/04/2016
 
“Serração baixa, é Sol que racha”
“Geada na lama, é chuva na cama”
“Lua deitada, marinheiro em pé”
Estes são apenas alguns provérbios populares que dizem respeito às previsões do tempo. Até pelo menos 1900, os indicadores mais próximos dos brasileiros eram os que a natureza apresentava. Legado deixado pela tradição oral, ainda hoje tem gente que repete frases como essas para prever o tempo.
O século XX trouxe a invenção das estações, balões e satélites meteorológicos. É interessante saber que a preocupação em prever as intempéries da natureza chegou ainda no final do século XIX, quando se tentava organizar uma rede de estações meteorológicas no Brasil. E um desses fenômenos climáticos que assustou a população gaúcha em especial foi a tempestade registrada no dia 11 de julho de 1887, na entrada da Lagoa dos Patos. As fortes chuvas provocaram o naufrágio do navio a vapor Rio Apa, que vinha do Rio de Janeiro (então capital do Império) com destino a Montevidéu. Poucos conseguiram sobreviver. Os responsáveis foram duramente criticados nos jornais da época. Sobre a tragédia, no dia 21 de julho daquele ano, O Jornal do Comércio publicou “ainda debaixo da dolorosa impressão dos sinistros ocorridos na nossa costa sul”, chama a atenção do governo para a “a necessidade de iniciar a organização de um serviço meteorológico semafórico ao correr do nosso litoral. (...) É incalculável o número de naufrágios que tem poupado este serviço excelentemente organizado em alguns países da Europa e nos Estados Unidos...”
Na verdade as primeiras medições científicas em terras brasileiras foram feitas ainda em 1781, no Rio de Janeiro e em São Paulo. Em 1827 criou-se o primeiro observatório astronômico brasileiro que depois recebeu o nome de Imperial Observatório do Rio de Janeiro. Diante das dificuldades de previsão do tempo no Império do Brasil, em abril de 1888 a Princesa Isabel criou uma instituição específica para cuidar do assunto: a Repartição Central Meteorológica. Era um importante passo no sentido de tentar prever temporais como aquele que causou o naufrágio do Rio Apa.
 
Outras colunas deste Autor
01/07/2016
Tradições indígenas e europeias na origem das festas juninas - 24/06/2016
Grande oriente do brasil - 194 anos de história - 17/06/2016
Contestado: Caboclos em guerra - Parte III - 10/06/2016
Contestado: Caboclos em guerra - Parte II - 03/06/2016
Contestado: Caboclos em guerra - 27/05/2016
Um quarto de século... - 20/05/2016
Impeachment na história - 13/05/2016
Enfim, a emancipação de Lagoa Vermelha - 06/05/2016
Dia do trabalho na história do Brasil - 29/04/2016
Tiradentes: de líder rebelde à Patrono da Nação - 22/04/2016
Liberdade ainda que tardia - 15/04/2016
“Vem chuva?” História da meteorologia no Brasil - 08/04/2016
Quando uma campanha de vacinação virou caso de polícia - 01/04/2016
As fronteiras do Brasil e o legado de Rio Branco - 25/03/2016
 
   
publicidade - anuncie
   


Fabiana Rankrape


Grieco Rodrigo Bossardi
Doutorado em Administração - Professor Universitário - Contador


Oscar Menna Barreto Grau
Médico Veterinário

Outros Colunistas (...)
Vereador Durigon solicita informações sobre o Hospital São Paulo
Em atendimento a solicitação do Vereador Vicente Durigon (PDT), por meio de Requerimento Verbal, um ofício foi encaminhado à Fundação Araucária, solicitando que a Instituição informe o total de valore (...)
Irresponsabilidade da oposição penalizará 15 milhões de trabalhadores, alerta Ana Amélia
A promessa de líderes da oposição de que irão obstruir todas votações em protesto contra o governo penalizará 15 milhões de trabalhadores que ainda não efetuaram o saque das suas contas inativas do FG (...)
Relatório de Gestão do SUS é apresentado em São Jorge
Na última sessão ordinária do Poder Legislativo, realizada no dia 18, na Câmara Municipal de Vereadores de São Jorge, além da pauta do dia, os vereadores e comunidade presente, acompanhou a apresentaç (...)
Projeto de Marcelo Sgarbossa recebe prêmio em Porto Alegre
O vereador Marcelo Sgarbossa recebeu o Prêmio Destaque em Saúde em solenidade realizada nesta quinta-feira (18/5), na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) devido a Lei 12 (...)
Vereador Braulio representa Legislativo na VI Conferência Municipal da Saúde
Nesta sexta-feira (19), o Governo Municipal promoveu no anfiteatro da Casa da Cultura, a VI Conferência Municipal da Saúde. Durante o evento, foram realizadas palestras sobre proteção da criança e ado (...)
 
  Página Inicial | Contato | Empresa | Lagoa Vermelha

Simples.net Solucões Inteligentes