Editorial
 
17/11/2017
Reforma da Previdência
 
O déficit das contas da Previdência é a tal ponto calamitoso que a necessidade de aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016, que muda as atuais regras para a concessão de pensões e aposentadorias, já está acima do debate político. Trata-se de uma questão de salvação nacional que escapa às nuances político-ideológicas que ora dividem a Nação.
Receosos diante dos supostos desdobramentos eleitorais negativos que o apoio firme a uma medida impopular, porém mandatória, como a reforma da Previdência poderia ocasionar, muitos parlamentares jogam com o tempo sem levar em consideração o risco que eles mesmos estão correndo e, ainda mais grave, que impõem às futuras gerações que dependem da sensatez e da responsabilidade dos que devem tomar decisões hoje.
Ao dar como certo que a oposição à reforma da Previdência pode representar mais votos nas urnas nas eleições de 2018, o que, absolutamente, não é verdade, esse grupo de parlamentares ignora que a responsabilidade de desarmar essa bomba-relógio também recai sobre eles.
Em 2016, o rombo nas contas da União, dos Estados e dos municípios com os gastos previdenciários chegou a R$ 305,4 bilhões. Apenas no Regime Geral da Previdência Social (RGPS) foi registrado um déficit de R$ 149,7 bilhões no ano passado. Para este ano, estima-se um resultado negativo de R$ 190 bilhões. Caso nada seja feito agora, em 2018 o rombo chegará a R$ 202,2 bilhões, de acordo com os cálculos do Ministério da Fazenda.
A continuar de forma leniente o enfrentamento de tão grave questão nacional, o leitor já deve ter percebido o que acontecerá ao País em 2019, em 2020 e, assim, sucessivamente. Não será o tipo de futuro que desejamos para nossa velhice nem para nossos filhos e netos.
Nos regimes democráticos, como o que vige plenamente no País, as convicções político-ideológicas divergentes devem sempre ter livre trânsito no debate público. Entretanto, há momentos em que o imperativo matemático deve servir como fator de união. É esse o caso da aprovação da PEC 287/2016.
Ainda que se possa debater a viabilidade de aprovação imediata de uma ou outra medida do rol de alterações no sistema previdenciário que precisam ser feitas mais cedo ou mais tarde, com algumas delas não se pode mais transigir, como é o caso da fixação de idades mínimas para a aposentadoria de homens e mulheres e a equiparação dos regimes de aposentadoria dos trabalhadores da iniciativa privada e dos servidores públicos.
A reforma da Previdência, por seu enorme peso no futuro que se pretende para o País, é uma responsabilidade não só dos Poderes Executivo e Legislativo, mas de cada cidadão brasileiro, que deve acompanhar com atenção redobrada o trabalho dos que elegeu para tomar decisões em seu nome. (Editorial/Estadão)
 
 
   
publicidade - anuncie
   


Juliana Chilanti Tonial
Advogada especialista em Direito Civil. Mestrada em Direito Ambiental - UCS


Joel Anzolin Muliterno
Advogado


Grieco Rodrigo Bossardi
Doutorado em Administração - Professor Universitário - Contador

Outros Colunistas (...)
Secretaria da Agricultura abre inscrições para construção de silos
A Secretaria Municipal da Agricultura e Meio Ambiente de Lagoa Vermelha abre o período de inscrições para a construção de silos do tipo trincheiras ou limpeza dos já existentes. As inscrições irão até (...)
Sub 13 do Lagoa Futsal vence três confrontos
Jogando pela Copa Amunor, na quarta-feira, 15 de novembro, no Adolfo Stella, a categoria de Base Sub 13 do Lagoa Futsal venceu os três confrontos: Lagoa Futsal 3 x 0 Muitos Capões, Lagoa Futsal 15 x (...)
Câmara: Brigada Militar recebe homenagem pelos 180 anos
Poder Legislativo de Lagoa Vermelha, sob a presidência do vereador Ranyeri Bozza, realizou, na terça-feira, 14, sessão solene em homenagem aos 180 anos da Brigada Militar no Estado do Rio Grande do Su (...)
Poder Público e entidades empresariais preparam a Expolagoa 2018
Na tarde de terça-feira, 14, na sede da CICAS, na presença da imprensa, o secretário da Indústria e Comércio, João Paulo Salvador, juntamente com o Sindilojas, Sicom, Cicas e Sindilojas, realizou o la (...)
Ricardo Machado compete em São Paulo
O ciclista da Universidade de Passo Fundo (UPF) Ricardo Machado participará, no próximo sábado, 18 de novembro, do MTB 12 Horas. A ser realizada em São Paulo, a competição de longa duração é considera (...)
 
  Página Inicial | Contato | Empresa | Lagoa Vermelha

Simples.net Solucões Inteligentes