NOTÍCIAS
 
Foto: Jéssica França
Extensão acadêmica em debate na UPF
Os desafios e a importância da extensão universitária foram tema de encontro realizado pela Faculdade de Medicina
 

Buscando qualificar o ensino, a Faculdade de Medicina da Universidade de Passo Fundo (FM/UPF) realizou, na terça-feira, 18 de abril, uma mesa redonda para discutir e promover a extensão universitária.
O encontro, que ocorreu no auditório Biomédico da FM, Campus II UPF, teve como objetivo proporcionar um espaço de debates sobre a extensão e seus desafios na unidade acadêmica. “Todas as terceiras terças-feiras do mês nós temos o ciclo de palestras na Faculdade de Medicina e trazemos uma temática que está emergente entre a comunidade interna ou na comunidade externa. Temos em torno de 500 alunos e aproximadamente a metade do corpo discente está envolvida com projetos de extensão seja com bolsa ou de forma voluntária, o que justifica a importância da discussão”, destacou a coordenadora de extensão da Faculdade de Medicina, Cristiane Barelli.
De acordo com Cristiane, a Lei de Diretrizes e Bases do Ministério da Educação determina que 10% da formação do aluno seja na área da extensão, razão pela qual vem se discutindo a curricularização da extensão. “A extensão trabalha em uma lógica de aprender junto, então, quando vamos a uma comunidade e passamos a ter um olhar crítico sobre aquela realidade, construímos juntos alternativas, e, dessa forma, estamos fazendo o processo formativo mais ético, cidadão e responsável”, destacou.

O desafio de curricularizar a extensão
A programação contou com a participação da vice-reitora de Extensão e Assuntos Comunitários, professora Bernadete Dalmolin, que abordou o tema a “A extensão universitária na UPF: situação atual e desafios”. “A sala de aula é todo lugar que a gente aprende, ela não precisa ser necessariamente dentro de um prédio, ela pode ser junto a um projeto ou atendimento junto à comunidade. Então, a ideia é que nós possamos fazer com que a sala de aula seja mais prazerosa e ativa, estando envolvida também por outros atores que compõem a sociedade”, disse.

De acordo com a vice-reitora Bernadete, a extensão é um pilar fundamental para formação, e, por entender que a universidade precisa estar mais próxima das demandas sociais, se tem buscado um currículo mais aberto. “Há muitos exemplos de situações que precisam ser enfrentadas no setor de saúde e que nós temos ainda bastante limite de intervenção. Dentre eles, é possível citar o atendimento à população LGBT e a prevenção em saúde, que é uma questão que parece simples, mas, na verdade, estamos perdendo para as doenças crônicas. Por tudo isso, nós, enquanto instituição formadora, precisamos pensar problematizando essas demandas”, destacou.

O evento contou ainda com a presença do professor Claudio Wagner, que apresentou um relato sobre a experiência do projeto de extensão Programa de Atenção ao Portador de Déficit de Atenção e Hiperatividade (PADAH); e do professor Rubens Rodrigues, que falou sobre a experiência do Projeto Liga de Patologia.
 

Fonte: Jornalismo - Folha do Nordeste

Mais Notícias
 
Marlene Filippi na presidência da CICAS
Lagoa Vermelha sedia 4º Sapateio Nacional de Dança da Chula
Lagoa Vermelha na formação presencial do Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa
Em Lagoa Vermelha, setor agrícola promove manifestação
Comunicado importante: aulas suspensas na UPF
Empresas e trabalhadores do Distrito Industrial apoiam caminhoneiros
Rede Municipal de Ensino de Lagoa Vermelha conta com salas de recursos multifuncionais
Justiça Federal determina multa de R$ 1.000,00 por hora para quem bloquear rodovias federais gaúchas
Presidente do Legislativo participa da organização de evento que busca oportunidades de emprego aos lagoenses
Mesa Diretora busca a instalação de abrigo para a Rodoviária
Ruth fiscaliza andamento das Obras
Mais pinheiros, mais pinhas, mais pinhão: a produção sustentável da araucária
Grupo de hipertensos e diabéticos do ESF Gaúcha realiza encontro com nutricionista
Acompanhado da Senadora Ana Amélia, Bonotto participa audiência sobre BR 470
Prefeito Armando Dupont e Secretário da Administração estiveram em Brasília em busca de recursos para o município de São João da Urtiga.
UPF recebe o III Seminário Sul-Brasileiro sobre a Sustentabilidade da Araucária
 
   
publicidade - anuncie
   


Oscar Menna Barreto Grau
Médico Veterinário


Leodário Schuster
Empresário


Juliana Chilanti Tonial
Advogada especialista em Direito Civil. Mestrada em Direito Ambiental - UCS

Outros Colunistas (...)
Justiça Federal determina multa de R$ 1.000,00 por hora para quem bloquear rodovias federais gaúchas

Na manhã desta quinta (24), a Justiça Federal -  TRF-4 concedeu liminar em favor da União visando garantir o direito de livre circulação.

Demandada (...)

Presidente do Legislativo participa da organização de evento que busca oportunidades de emprego aos lagoenses

O presidente do Legislativo, Braulio Guedes (PTB), participou nesta quarta-feira (23), de uma reunião a fim de organizar o Empregar RS. O evento acontecerá no dia 15 de junho, das 9h (...)

Mesa Diretora busca a instalação de abrigo para a Rodoviária

Na sessão ordinária desta segunda-feira (21), o presidente Braulio Guedes (PTB), representando a Mesa Diretora do Legislativo, formalizou pedido de providência ao Executivo Muni (...)

Ruth fiscaliza andamento das Obras

 Na manhã de terça-feira(22), a vereadora do Progressista, Ruth Bussolotto acompanhou o andamento do trabalho da Secretaria de Obras e Viação. Junto com o secret&aa (...)

Mais pinheiros, mais pinhas, mais pinhão: a produção sustentável da araucária

O que resta é cerca de 3% das araucárias que habitavam o Brasil entre 1800 e 1900, quando começou o ciclo da madeira e iniciou a exploração dessa árvore, a (...)

 
  Página Inicial | Contato | Empresa | Lagoa Vermelha

Simples.net Solucões Inteligentes