NOTÍCIAS
 
Foto: Gelsoli Casagrande
Exposição retrata cinco décadas de história da UPF
Universidade de Passo Fundo comemora, em 2018, 50 anos de uma história de sucesso e promoção à educação superior e ao desenvolvimento da região Norte do Rio Grande do Sul
 
O tempo se relaciona com a intensidade que vivemos os nosso dias, deixando gravadas marcas não apenas físicas, mas que estão talhadas na vida e sobretudo na memória de quem as viveu. Há 50 anos, a Universidade de Passo Fundo (UPF) era criada, fruto do sonho e de ideias construídas coletivamente, da perseverança de pessoas e de uma comunidade que trabalhou arduamente, acreditando na capacidade de transformação promovida por uma educação de qualidade. Para marcar essa história de sucesso, foi inaugurada nesta segunda-feira, dia 7 de maio, a Exposição Memória UPF 50 Anos, no hall de entrada do Centro Administrativo, na Universidade.

O evento iniciou com a apresentação da Big Band Comunitária UPF, contando com a participação da presidente da Fundação Universidade de Passo Fundo (FUPF), Maristela Capacchi; do reitor da UPF, José Carlos Carles de Souza; da vice-reitora de Extensão e Assuntos Comunitários, Bernadete Maria Dalmolin; do vice-reitor Administrativo, Agenor Dias de Meira Junior; além de diretores de unidades acadêmicas, funcionários, estagiários e acadêmicos. “Resgatar os grandes feitos da UPF é um compromisso que nós, que estamos à frente da gestão da Universidade, temos, ao celebrar 50 anos da nossa criação. Essa mostra revela boa parte do que foi feito ao longo desse período. Cada fotografia, documento e objeto que está aqui tem um significado importante, principalmente para quem participou desse período importante da história, e, por esse motivo, celebramos com muita alegria esse momento especial”, destacou o reitor José Carlos Carles de Souza.

A exposição foi criada pela professora e coordenadora do curso de Artes Visuais, Mariane Loch Sbeghen, e pela coordenadora do Museu Histórico Regional (MHR), Tania Aimi. Emocionada, Mariane destacou, em seu discurso, que a mostra é composta por fotografias e diversos objetos que contam alguns momentos importantes da Universidade. “A exposição é diversa, apresentando desde o primeiro poncho que o professor Murilo Coutinho Annes, primeiro reitor da UPF, usou, até o poncho utilizado no coral universitário. Não posso esquecer dos cartazes de vestibulares, campanhas antigas que conseguimos trazer. Também apresentamos as cadeiras que eram utilizadas na antiga Reitoria. São diversos elementos que retratam um pouquinho desses 50 anos, porque, em uma história tão longa, não é possível retratar tudo o que foi vivido e criado pela Universidade”, explicou Mariane.

Peças retratam a passagem do tempo na Universidade
A exposição diversificada é composta por peças de acervo pessoal, do MHR e de arquivos fotográficos da UPF. O público pode conferir entre as imagens a foto da “Festa dos Bixos do curso de Agronomia” em 1963, a construção da cidade universitária, a formatura da primeira turma do curso de Direito em 1960, além de diversas fotos que demonstram a passagem do tempo.

A mostra é composta também por brindes, flâmulas, documentos e uma maquete do Campus I produzida por acadêmicos do curso de Arquitetura e Urbanismo. Ainda conforme Mariane, a exposição será itinerante, sendo encaminhada, posteriormente, para os campi da UPF.

História UPF
A criação da Sociedade Pró-Universidade de Passo Fundo (SPU), em 1950, e do Consórcio Universitário Católico (CUC), em 1956, permitiu o início da caminhada rumo ao ensino superior na região Norte do Rio Grande do Sul. Além da Faculdade de Direito, a SPU também criou as faculdades de Odontologia, Agronomia, Ciências Políticas e Economia e o Instituto de Belas Artes.

A integração entre o SPU e CUC deu origem à Fundação Universidade de Passo Fundo (FUPF), no ano de 1967. A criação da FUPF foi um passo determinante para o surgimento da UPF, o que efetivamente ocorreu no ano de 1968. O trabalho das lideranças e da comunidade local fez com que hoje a UPF seja considerada a maior instituição de ensino superior do norte do RS, comemorando, em 6 de junho de 2018, 50 anos de história.

No início, a UPF contava com 2.122 alunos matriculados em seis faculdades. Hoje, oferece 60 cursos de graduação com aproximadamente 20 mil alunos matriculados e mais de 76 mil profissionais formados. Na pós-graduação, são 15 cursos de mestrado institucional, 6 de doutorado e 9 estágios pós-doutorais, cursos que, juntos, concentram mais de 700 estudantes. Na extensão, a UPF mantém mais de 85 projetos e programas.

A infraestrutura da Instituição conta ainda com 10 bibliotecas, mais de 20 anfiteatros e auditórios, 176 salas de ensino prático-experimental, 300 laboratórios, 150 clínicas e convênios com instituições estrangeiras de 18 países. Além disso, UPF conta, ainda, com o Centro Científico e Tecnológico UPF Planalto Médio (UPF Parque), que atua nas áreas de tecnologia de informação, alimentos, metalomecânica, biotecnologia, energia, saúde e agricultura de precisão.
 

Fonte: Jornalismo - Folha do Nordeste

Mais Notícias
 
Marlene Filippi na presidência da CICAS
Lagoa Vermelha sedia 4º Sapateio Nacional de Dança da Chula
Lagoa Vermelha na formação presencial do Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa
Em Lagoa Vermelha, setor agrícola promove manifestação
Comunicado importante: aulas suspensas na UPF
Empresas e trabalhadores do Distrito Industrial apoiam caminhoneiros
Rede Municipal de Ensino de Lagoa Vermelha conta com salas de recursos multifuncionais
Justiça Federal determina multa de R$ 1.000,00 por hora para quem bloquear rodovias federais gaúchas
Presidente do Legislativo participa da organização de evento que busca oportunidades de emprego aos lagoenses
Mesa Diretora busca a instalação de abrigo para a Rodoviária
Ruth fiscaliza andamento das Obras
Mais pinheiros, mais pinhas, mais pinhão: a produção sustentável da araucária
Grupo de hipertensos e diabéticos do ESF Gaúcha realiza encontro com nutricionista
Acompanhado da Senadora Ana Amélia, Bonotto participa audiência sobre BR 470
Prefeito Armando Dupont e Secretário da Administração estiveram em Brasília em busca de recursos para o município de São João da Urtiga.
UPF recebe o III Seminário Sul-Brasileiro sobre a Sustentabilidade da Araucária
 
   
publicidade - anuncie
   


Fabiana Rankrape
Folha Rural


Victor Hugo Muraro Filho
Advogado


Luciano Andrade

Outros Colunistas (...)
Justiça Federal determina multa de R$ 1.000,00 por hora para quem bloquear rodovias federais gaúchas

Na manhã desta quinta (24), a Justiça Federal -  TRF-4 concedeu liminar em favor da União visando garantir o direito de livre circulação.

Demandada (...)

Presidente do Legislativo participa da organização de evento que busca oportunidades de emprego aos lagoenses

O presidente do Legislativo, Braulio Guedes (PTB), participou nesta quarta-feira (23), de uma reunião a fim de organizar o Empregar RS. O evento acontecerá no dia 15 de junho, das 9h (...)

Mesa Diretora busca a instalação de abrigo para a Rodoviária

Na sessão ordinária desta segunda-feira (21), o presidente Braulio Guedes (PTB), representando a Mesa Diretora do Legislativo, formalizou pedido de providência ao Executivo Muni (...)

Ruth fiscaliza andamento das Obras

 Na manhã de terça-feira(22), a vereadora do Progressista, Ruth Bussolotto acompanhou o andamento do trabalho da Secretaria de Obras e Viação. Junto com o secret&aa (...)

Mais pinheiros, mais pinhas, mais pinhão: a produção sustentável da araucária

O que resta é cerca de 3% das araucárias que habitavam o Brasil entre 1800 e 1900, quando começou o ciclo da madeira e iniciou a exploração dessa árvore, a (...)

 
  Página Inicial | Contato | Empresa | Lagoa Vermelha

Simples.net Solucões Inteligentes