Radar online
Por Aldoir Nepomuceno
 
Brasil ficará melhor após a Lava Jato, diz ministro da Transparência
 
país ficará melhor após a Operação Lava Jato, no que se refera ao combate à corrupção. A opinião é do ministro interino da Transparência e Controladoria-Geral da União, Wagner de Campos Rosário. Ele participou, nessa quarta-feira (14), do seminário Abordagem sobre o combate a Corrupção no Brasil - Os Órgãos de Controle, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), no Rio de Janeiro.

“Eu acho que o Brasil vai sair melhor. Porque todos os países que melhoraram ou mudaram uma rotina de combate à corrupção passaram por um momento crítico. A Lava Jato é um momento crítico em que o problema da corrupção está sendo exposto, não só por meio da investigação, mas na fala dos próprios envolvidos. Hoje nós estamos com a realidade escancarada, não existe mais desculpa para dizer 'eu não enxergo, eu não entendo'. Essas informações vão modificar a vida dos brasileiros”, disse o ministro.

Para ele, não é possível dizer que atualmente haja mais corrupção do que antigamente, porque no passado não havia tantas ferramentas tecnológicas para detectar atos ilícitos, como existe hoje em dia.

“Hoje temos mais meios de detecção, o que gera uma ideia de que a corrupção está aumentando. Mas, quando a gente não tinha meios de detectar, não sabia como ela ocorria. Como nós temos grandes casos aparecendo, a percepção na população é maior”, disse Campos Rosário.

Segundo ele, a estrutura do ministério está abaixo do necessário, para um país da dimensão do Brasil. Ele citou o caso de outros países, menores, mas que têm mais funcionários dedicados ao controle interno.

“Nós temos hoje cerca de 2, 4 mil servidores, é um número relativamente pequeno. A Espanha, que é um país sete vezes menor que o nosso, tem 3,5 mil servidores na área de controle interno”, comparou o ministro, que é oficial do Exército, formado na Academia das Agulhas Negras, e está na Controladoria-Geral da União (CGU) desde 2009.

Uma das iniciativas que ele destaca é o Selo Pró-Ética, um programa de fomento para que as empresas implementem programas de integridade.

“Este ano, as inscrições contaram com cerca de 200 empresas espalhadas pelo Brasil, que encaminharam seus programas de compliances [conformidades], para análises por nossa equipe. No ano passado, foram 92 empresas. Uma das grandes propagandas de uma empresa atualmente é ser íntegra”, destacou o ministro, lembrando que algumas empresas ganham concorrências internacionais justamente por terem esse tipo de certificado.

Lavagem de dinheiro

Outro participante do seminário, o juiz de direito Daniel Botto Colaço, de Minas Gerais, afirmou que o combate à corrupção está longe de chegar ao fim. Ele destacou que o volume de dinheiro ilegal sendo lavado por meio de esquemas como compra de carros de luxo, joias, obras de arte e imóveis é imenso.

Segundo o juiz, basta percorrer as áreas de comércio popular nas capitais, como a Sociedade dos Amigos da Rua da Alfândega e Adjacências (Saara), no Rio de Janeiro, ou a Rua 25 de Março, em São Paulo, para perceber o tamanho do mercado paralelo de produtos contrabandeados e piratas, muitos resultado da lavagem de dinheiro.

“Esta estrutura do crime organizado é internacional e envolve brasileiros, lavando dinheiro de grande parte do mundo. As mentes criminosas encontram meios para escapar das fiscalizações. Mas a coisa toma um certo rumo que fica difícil acabar com a corrupção, porque os superiores de quem deve fiscalizar estão envolvidos. A pessoa fiscaliza, mas aí vem o castigo para ela, porque alguém lá em cima está sendo patrocinado ou recebendo propina.”

Ainda assim, Colaço acredita que o combate à corrupção está melhorando. “Estamos vendo notícias a todo momento sobre a corrupção. E isso nós não víamos antigamente. Ninguém tomava conhecimento de forma tão direta quanto hoje, por meio da imprensa. A primeira sensação é que tudo apareceu agora, mas de forma nenhuma. O que estamos vendo é fruto das denúncias e das delações”, disse o juiz.

(Agência Brasil)
Mais informações
 
Com mira em Temer, Funaro pretende fechar delação com PGR na próxima semana
BC mantém projeção de crescimento do PIB em 0,5%; inflação deve ficar em 3,8%
Demanda por crédito das empresas cai 5,4% em maio
Contrato de concessão do aeroporto Salgado Filho será assinado dia 28 de julho
Professores da rede pública ganham, em média, R$ 3,3 mil
Entidade estima que 30% dos gastos em saúde privada são desperdícios
Jucá lê relatório favorável à reforma trabalhista na CCJ do Senado
Ministro adia decisão sobre pedido de prisão de Aécio Neves
Apesar da rejeição, reforma trabalhista segue para a CCJ do Senado
Temer espera aprovação da reforma da previdência,em primeiro turno, ainda no primeiro semestre
Arrecadação cai em maio e aumenta no acumulado dos cinco primeiros meses
Deputado Maia assume presidência da República. Temer viajou para a Europa
Reformas mostram resultados positivos, diz presidente do Banco Central
Procurador da Lava Jato pede sequestro de imóveis de filha e enteada de Palocci
Mercado financeiro reduz projeção para inflação e PIB
 
 
   
publicidade - anuncie
   


Joel Anzolin Muliterno
Advogado


Marcos Roberto Nepomuceno


Grieco Rodrigo Bossardi
Doutorado em Administração - Professor Universitário - Contador

Outros Colunistas (...)
Loja Maçônica Atalaia do Norte tem nova administração
Foi empossada a nova administração da Loja Maçônica Atalaia do Norte de Lagoa Vermelha: Ilário Frozi, Venerável Mestre; Aldoir Nepomuceno, 1º Vigilante; e Nelson Tonon, 2º Vigilante. Os ocupantes (...)
Igrejas São Paulo e Santo Antônio celebram Corpus Christi
A celebração de Corpus Christi teve início em 1193, por iniciativa da religiosa belga Juliana de Cornellon, que disse ter visto a Virgem Maria pedindo para que ela realizasse uma grande festa com o (...)
Projeto de Lei de Sossella propõe unidade móvel para castração de cães e gatos no RS
Facilitar o controle populacional de cães e gatos no Estado é o objetivo do Projeto de Lei 73/2017, protocolado pelo deputado estadual Gilmar Sossella (PDT) na Assembleia Legislativa. Nesta terça-feir (...)
Vereadora Márcia requer informações sobre programa que beneficia gestantes
Preocupada com a qualidade de vida das gestantes e dos recém-nascidos lagoenses, a vereadora Márcia do Carmo (PSB), apresentou na última Sessão Ordinária, dia 13, pedido de informação sobre a situação (...)
Prefeitura Municipal adianta 35% do 13° salário dos servidores
Desde o início de 2017 foi realizado um planejamento financeiro através da Secretaria Municipal da Fazenda, referente à antecipação do pagamento do 13° salário. O planejamento prevê a provisão de 1/12 (...)
 
  Página Inicial | Contato | Empresa | Lagoa Vermelha

Simples.net Solucões Inteligentes