Radar online
Por Aldoir Nepomuceno
 
IPCA acumulado no ano fecha em 2,21% e é o menor em quase duas décadas
 
O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, fechou os primeiros dez meses do anos com alta acumulada de 2,21%, a menor taxa acumulada em um mês de outubro desde os 1,44% de outubro de 1998. O resultado é 3,57 pontos percentuais inferior à alta acumulada (5,78%) de janeiro a outubro do ano passado.

Os dados relativos à inflação oficial foram divulgados hoje (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e indicam que de setembro para outubro a taxa subiu 0,42%, ficando 0,26 ponto percentual acima dos 0,16% relativos à alta de setembro.

Segundo o IBGE, a aceleração entre setembro e outubro é decorrente do custo da energia elétrica, que subiu, em média, 3,28% no mês, em razão da adoção da bandeira vermelha por parte do governo federal.

Na avaliação do analista da pesquisa, José Fernando Gonçalves, a pressão das tarifas de energia sobre o IPCA deve continuar: “No próximo mês, continuará vigorando a bandeira vermelha, porém o preço da energia elétrica passará de R$ 3,5 para R$ 5 por cada 100 kWh”, aumentando a pressão nos preços da energia”.

Os dados divulgados pelo IBGE indicam ainda que a inflação acumulada pelo IPCA nos últimos 12 meses ficou em 2,7%, resultado superior aos 2,54% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em outubro de 2016, o IPCA havia registrado variação de 0,26%.

Alta por grupos

A aceleração da inflação teve como principal influência a alta no grupo Habitação que, com variação de 1,33%, além de ter sido a maior entre todos os grupos pesquisados, foi responsável por quase metade do índice do mês, com contribuição de 0,21 ponto percentual para a variação de 0,42% na inflação de outubro (0,42%).

Segundo o IBGE, além da alta média de 3,28% nos preços da energia elétrica, a elevação de 12,9% no botijão de gás nas refinarias da Petrobras foi determinante para a alta do grupo.

Inflação é menor para famílias que ganham menos: 1,62%


Além do grupo Habitação, a maioria dos grupos que compõem a inflação também registraram alta. Entre os nove grupos de produtos e serviços pesquisados, as exceções foram Alimentação e Bebidas (-0,05%) e Artigos de Residência (-0,39%) que registraram deflação.

No caso dos alimentos, outubro foi o sexto mês consecutivo que o grupo apresentou deflação, embora bem menos intensa do que a registrada em setembro (-0,41%). O IBGE lembra que tal sequência de variações negativas ocorreu também no período de abril a setembro de 1997, com seis meses seguidos de queda nos alimentos.

Nos últimos 12 meses, a variação acumulada do grupo é -2,14%. No ano, a variação está em -2,02% sendo que, dos dez meses transcorridos, sete apresentaram variação negativa. O acumulado no ano é o menor registrado para o período desde a implantação do Plano Real em 1994.

A queda nos preços dos alimentos em outubro, segundo o instituto, deveu-se à redução de 0,74% no preço médio dos alimentos para consumo em casa, com quedas no feijão mulatinho (-18,41%), alho (-7,69%) e açúcar cristal (-3,05%), entre outros.

IPCA nas capitais

Entre as 14 regiões do país pesquisadas pelo IBGE, cinco apresentaram resultados acima da média nacional de 0,42%. A maior alta foi registrada em Goiânia, onde a inflação chegou a 1,52% – resultado que chega a ser 1,1 ponto percentual superior à média nacional.

Fecharam ainda com alta acima da média nacional Curitiba (0,71%), São Paulo (0,5%), Brasília (0,48%) e Salvador (0,46%).

Entre os nove com taxas menores que o IPCA nacional o destaque foi Vitória que, ao fechar com deflação de 0,1%, além de ter sido a única capital com inflação negativa foi também a menor variação do país. A segunda menor taxa foi registrada no Rio de Janeiro (0,1%).

Adotada pelo governo como a taxa de inflação oficial do país, o IPCA se refere às famílias com renda entre um a 40 salários mínimos e abrange dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande e Brasília.

*Matéria corrigida às 10h17 para correção de informação. A inflação oficial é a menor taxa acumulada desde outubro de 1998 e não 1988, conforme publicado incialmente.

(Agência Brasil)
Mais informações
 
Associação de juízes propõe greve para discutir auxílio-moradia
Maia diz que Câmara deve aguardar STF antes de votar auxílio-moradia
CNC diz que Rio fechou quase 20 mil postos de trabalho no turismo em 2017
Confiança na economia tem leve queda, mas é a 2ª maior desde abril de 2011
Mães, 307 detentas do Rio Grande do Sul podem ter direito à prisão domiciliar
Eunício: relação com Planalto é boa, mas Senado não é puxadinho de outro Poder
Ministro diz que Congresso é soberano; Senado e Câmara definirão pautas
Intervenção suspende votação de 99 PECs que estão prontas para pauta do Plenário
Pauta econômica apresentada pelo governo é da Câmara, afirma Maia
Temer anuncia criação do Ministério Extraordinário da Segurança Pública
Intervenção é correta, diz base aliada; oposição classifica de cortina de fumaça
Decreto de intervenção federal exige aprovação parlamentar, mas já está em vigor
Temer nomeia general Braga Netto interventor na segurança pública do Rio
Com expectativa de inflação em 4,2%, cortes na Selic podem ser interrompidos
Reforma será iniciada na Câmara mesmo sem a certeza dos 308 votos, diz Marun
 
 
   
publicidade - anuncie
   


Fabiana Rankrape


Ademar Fagundes
Jornalista e Radialista


Carlos R. Dellavalle Filho
Engenheiro Agrônomo

Outros Colunistas (...)
PSDB critica condução política do governo Bonotto
A ausência de diálogo entre o PSDB e o governo de Gustavo Bonotto, PP, faz com que os tucanos demonstrem descontentamentos com a condução política na administração municipal. Os tucanos, que trabalha (...)
PRF apreende adolescente por porte ilegal de arma em Lagoa Vermelha
A PRF apreendeu um adolescente de 15 anos por porte ilegal de arma de fogo na manhã desta sexta-feira (16), na BR 470 em Lagoa Vermelha. Ele conduzia uma motocicleta Honda CG 150 Titan. Durante as (...)
Secretaria da Educação define ações, programas e projetos estratégicos para o ano letivo
A Secretaria Municipal da Educação, Cultura e Desporto realizou na manhã desta sexta-feira (16), uma reunião para definição das ações, programas e projetos estratégicos para este ano letivo. Liderad (...)
Presidente do Legislativo manifesta-se no grande expediente
O presidente do Legislativo, Braulio Joares Guedes (PTB),) na Sessão Ordinária desta quarta-feira (15), realizou manifestação no grande expediente. De acordo com o novo regimento interno, nesta ocasiã (...)
Lagoa Vermelha vai sediar ato público contra Reforma da Previdência
Numa iniciativa conjunta entre o CPERS, MPA, Sindicomerciários, Sintracom, PT de Lagoa Vermelha e Caseiros, PT Regional, Fetraf/RS, MMC, MST, Cresol, Cetap, Coopervita, Coopervida, Copercasa, Associaç (...)
 
  Página Inicial | Contato | Empresa | Lagoa Vermelha

Simples.net Solucões Inteligentes