Radar online
Por Aldoir Nepomuceno
 
Marun diz que não há plano B para reforma da Previdência
 
O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse hoje (29) que o governo federal não tem plano B sobre a reforma da Previdência. Ele afirmou que o governo está confiante de que até fevereiro alcançará o mínimo de 308 votos necessários entre os 513 deputados para aprovar no Congresso Nacional a emenda constitucional que altera as regras de acesso à aposentadoria.

“Não existe B. Nosso plano é o plano “A”, de aprovação da reforma ainda em fevereiro. (….) A estratégia do governo é que no dia da votação teremos os votos necessários para aprovação. Não trabalhamos com essa hipótese [de não ter os votos], enfatizou Marun.

Depois de se reunir nesta segunda-feira com representantes de várias federações da indústria, instituições financeiras, de saúde, entre outros, Marun relatou que o setor empresarial reforçou o apoio à “modernização da Previdência”. O encontro, segundo o ministro, é uma das ações preparatórias para a chegada dos parlamentares ao longo da semana para iniciar a discussão da proposta em plenário no próximo dia 5 de fevereiro.

Questionado sobre o que dá tanta segurança ao governo, Marun respondeu que a confiança vem das articulações políticas e da mudança de percepção da sociedade sobre a reforma. Para o ministro, as críticas à proposta estão localizadas principalmente em editorias de política dos jornais e em grupos que são privilegiados no sistema previdenciário atual. Ele destacou que o setor econômico já manifestou a importância das mudanças empreendidas pelo governo.

Marun afirmou ainda que a base aliada do governo na Câmara “voltou ao patamar de votos” de maio do ano passado, antes da chegada das duas denúncias de corrupção passiva, obstrução da Justiça e organização criminosa contra o presidente Michel Temer no Congresso Nacional. O governo trabalha com uma margem de apoio de cerca de 270 parlamentares e tenta convencer pelo menos 50 deputados.

“O que temos hoje de diferente? Primeiro, uma proximidade maior das eleições, que a princípio poderia atrapalhar, mas temos um fator positivo que é o fato de que a população, muito mais do que naquele momento, se predispõe a apoiar a reforma. Eu diria que, desde maio, não vivemos um momento tão positivo como hoje estamos vivendo para aprovação dessa reforma”, disse.

Marun considerou que o presidente Michel Temer se saiu muito bem na defesa da reforma durante as recentes entrevistas concedidas para emissoras de televisão e rádio. O ministro sinalizou que iniciativas desta natureza poderão prosseguir ao longo dos próximos dias como forma de buscar apoio popular para a reforma.

A leitura do relatório da reforma no plenário da Câmara e o início das discussões em torno da proposta estão previstas para semana que vem. A votação da reforma está marcada para depois do Carnaval, no dia 19 de fevereiro.

(Agência Brasil)
Mais informações
 
Mães, 307 detentas do Rio Grande do Sul podem ter direito à prisão domiciliar
Eunício: relação com Planalto é boa, mas Senado não é puxadinho de outro Poder
Ministro diz que Congresso é soberano; Senado e Câmara definirão pautas
Intervenção suspende votação de 99 PECs que estão prontas para pauta do Plenário
Pauta econômica apresentada pelo governo é da Câmara, afirma Maia
Temer anuncia criação do Ministério Extraordinário da Segurança Pública
Intervenção é correta, diz base aliada; oposição classifica de cortina de fumaça
Decreto de intervenção federal exige aprovação parlamentar, mas já está em vigor
Temer nomeia general Braga Netto interventor na segurança pública do Rio
Com expectativa de inflação em 4,2%, cortes na Selic podem ser interrompidos
Reforma será iniciada na Câmara mesmo sem a certeza dos 308 votos, diz Marun
Candidatos poderão usar recursos próprios nas campanhas
75% das multas em rodovias federais durante Carnaval são por excesso de velocidade
Calor predomina no país no último dia de carnaval
‘Farra’ do crédito de veículos gerou rombo de R$ 22,8 bi para bancos
 
 
   
publicidade - anuncie
   


Mariluci Melo Ferreira


Cláudio Júnior Damin
Cientista Político


Carlos R. Dellavalle Filho
Engenheiro Agrônomo

Outros Colunistas (...)
PSDB critica condução política do governo Bonotto
A ausência de diálogo entre o PSDB e o governo de Gustavo Bonotto, PP, faz com que os tucanos demonstrem descontentamentos com a condução política na administração municipal. Os tucanos, que trabalha (...)
PRF apreende adolescente por porte ilegal de arma em Lagoa Vermelha
A PRF apreendeu um adolescente de 15 anos por porte ilegal de arma de fogo na manhã desta sexta-feira (16), na BR 470 em Lagoa Vermelha. Ele conduzia uma motocicleta Honda CG 150 Titan. Durante as (...)
Secretaria da Educação define ações, programas e projetos estratégicos para o ano letivo
A Secretaria Municipal da Educação, Cultura e Desporto realizou na manhã desta sexta-feira (16), uma reunião para definição das ações, programas e projetos estratégicos para este ano letivo. Liderad (...)
Presidente do Legislativo manifesta-se no grande expediente
O presidente do Legislativo, Braulio Joares Guedes (PTB),) na Sessão Ordinária desta quarta-feira (15), realizou manifestação no grande expediente. De acordo com o novo regimento interno, nesta ocasiã (...)
Lagoa Vermelha vai sediar ato público contra Reforma da Previdência
Numa iniciativa conjunta entre o CPERS, MPA, Sindicomerciários, Sintracom, PT de Lagoa Vermelha e Caseiros, PT Regional, Fetraf/RS, MMC, MST, Cresol, Cetap, Coopervita, Coopervida, Copercasa, Associaç (...)
 
  Página Inicial | Contato | Empresa | Lagoa Vermelha

Simples.net Solucões Inteligentes